Oficina Educação em Foco “Gerenciamento das Relações” – parte1

Num clima de alegria e de cooperação, buscando inspiração para sentir o domínio da Inteligência Emocional denominado Gerenciamento das Relações (Relacionamentos Interpessoais), também conhecido como Habilidades Sociais, iniciamos nossas atividades com Danças Circulares.

A Dança Circular é uma atividade de essência cooperativa, estimulando o participante a contribuir com a sua parte para que o coletivo tenha êxito. Desta forma, já iniciamos nossas reflexões sobre as relações que fazem parte de nossas vidas.

Na ocasião, partimos de uma modalidade mais simples até uma mais complexa, fato que despertou belas reflexões quanto à dimensão Consciência Social, bem como serviu como introdução ao estudo do Gerenciamento das Relações.

Passamos à análise de um trecho do filme “Divertida Mente”, buscando relembrar os debates acerca da dimensão Consciência Social e adentrando na temática das Habilidades Sociais, onde concluímos que esta é decorrente daquela, ou seja, para desenvolver o domínio Gerenciamento das Relações faz-se necessário o desenvolvimento da Consciência Social.

Enquanto a dimensão Consciência Social ou Consciência do Outro faz com que o Ser perceba os indivíduos a sua volta, o Gerenciamento das Relações será uma ação consciente, tendo-se como parâmetros os fatores anteriormente identificados, gerando um movimento lúcido em prol do bem comum.

No estudo e debate acerca dos Relacionamentos Interpessoais, adentramos na análise das suas Competências, ou seja, as habilidades adquiridas pelo Ser para lidar com os desafios das suas relações interpessoais.

Neste primeiro encontro sobre Gerenciamento das Relações trabalhamos 4 das 9  competências, cabendo a um segundo encontro o prosseguimento do estudo das demais.

Partimos do conhecimento que os participantes detinham acerca do tema, onde propôs-se que cada um escrevesse um conceito e algum indicador das seguintes competências:

Criação de vínculos
Cooperação
Comunicação
Influência

Debatemos livremente sobre como agiria uma pessoa detentora das competências enunciadas e o grupo chegou a vários apontamentos que se aproximaram da proposta de Daniel Goleman, descrita no livro “Trabalhando com a Inteligência Emocional”.

Consultando os textos do renomado autor, constatamos que a dimensão Habilidades sociais (Gerenciamento das Relações) é a dimensão do “eu gerencio a relação com os outros”.

Descobrimos que este domínio é composto por competências-chave para o exercício da liderança e também das estratégias necessárias para desempenharmos eficientemente nossa função nos ambientes familiar, social e de trabalho.

O Gerenciamento das Relações é a habilidade de interação com outros indivíduos, utilizando competências sociais. Este domínio retrata a habilidade de contribuir com as outras pessoas na gerência dos seus sentimentos, sendo a base de sustentação do carisma, da liderança e da eficiência interpessoal.

Concluímos que pessoas com esta capacidade são mais eficientes em tudo o que diz respeito às interações interpessoais e contribuem eficazmente para a formação de relacionamentos saudáveis.

Por fim, destacamos as primeiras 4 competências da dimensão Relacionamentos Interpessoais, quais sejam:

Criação de vínculos – Criar e manter relacionamentos de auxílio mútuo

O que faz a pessoa que tem essa competência (indicadores):

– Busca e aceita estabelecer relacionamentos mutuamente benéficos

– Cria proximidade e mantém-se em contato com outras pessoas

– Mantém diversas formas de contato

– Cultiva amizade com os colegas de trabalho e na comunidade

Cooperação – Trabalhar com outras pessoas visando atingir objetivos comuns

O que faz a pessoa que tem essa competência (indicadores):

– Colabora com os outros, compartilhando objetivos, informações e recursos

– Promove um clima amistoso de colaboração

– Mantém o equilíbrio entre o foco na tarefa e o cuidado com os relacionamentos

– Identifica e alimenta oportunidades de colaboração

Comunicação – Compartilhar informações e ideias

O que faz a pessoa que tem essa competência (indicadores):

– Sabe ouvir os outros com atenção e serenidade

– Compartilha informações abertamente

– Preocupa-se em transmitir mensagens de modo que os outros entendam

– Adequa a mensagem conforme o estado emocional das pessoas

– Lida de forma direta com questões delicadas

– Mantém os canais de comunicação abertos tanto para boas como más notícias

Influência – Convencer e mobilizar os outros

O que faz a pessoa que tem essa competência (indicadores):

– Tem consciência de como o seu estado de espírito influencia o dos outros

– Cria proximidade com os outros, deixando-os à vontade na presença dela

– Sabe chamar atenção para si

– Leva em conta sentimentos, interesses e resistências dos outros para argumentar com eles

E você, como está a sua criação de vínculos na família, no trabalho e na sociedade?

Você tem cooperado com os grupos de convívio, visando alcançar um objetivo comum?

E a comunicação? Está clara? Você tem compartilhado ideais e metas com segurança?

Tem influenciado positivamente os Seres com que você se relaciona?

Continuaremos o estudo desta dimensão em próximo encontro, posto que das 9 competências, estudamos apenas 4.

Trabalhemos juntos para um mundo melhor.

Até mais!!!

Autoria Equipe Pedagógica Ubuntu Vila Educacional

Conheça um pouco mais sobre nossa proposta: SOBRE NÓS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *